Expresso Mulher

Tudo sobre o mundo feminino você encontra aqui!

A panela de pressão e o seu temido barulho

Foto de marcinha

Nos dias de hoje, nada melhor do que tentar otimizar o tempo e lógico que a panela de pressão é uma ótima escolha. Mas apesar de facilitar o nosso trabalho na cozinha, milhares de mulheres não gostam de usá-la, com medo dela explodir.

Agora, não vá pensando que esta panela foi inventada recentemente. Saiba que foi inventada em 1679, pelo físico francês Denis Papin.

Normalmente utilizamos este tipo de panela, quando necessitamos cozinhar uma carne, grãos, tubérculos e outros alimentos mais duros, já que, com a temperatura da água mais elevada, acontecem reações químicas cerca de três vezes mais rápido do que na panela normal.

Quando utilizamos uma panela normal, a temperatura da água chega a aproximadamente 100C, enquanto que ao utilizarmos uma panela de pressão, a água poderá chegar a quase 120C e isso facilita na rapidez do cozimento dos alimentos.

Pela água atingir uma temperatura tão elevada, muitas vezes a panela de pressão é usada para fins de esterilização de materiais em hospitais e salões de manicure/pedicure.

Hoje no mercado, existem os modelos de panela de pressão elétricas também.

A panela de pressão é constituída por uma borracha que veda totalmente a superfície de contato da tampa com a panela, evitando assim, a saída do vapor. Com o vapor acumulado, a pressão aumenta.

Possui uma válvula central que o local por onde sai aquele barulhinho, que para algumas mulheres, é um terror. O famoso barulhinho e a fumaça saem, exatamente para mostrar que a pressão da panela já está no limite e precisa liberar o excesso do vapor. Desta maneira, a pressão fica controlada dentro da panela.

Mas para assegurar ainda mais o seu uso, ela também possui uma outra válvula, a válvula de segurança. É aquela pequena e que normalmente está localizada na tampa. Neste caso, esta válvula só será ativada se a válvula central vier a falhar.

Como sempre estamos em busca de facilitar as coisas, assim que terminamos de usar a panela, a colocamos embaixo da água da torneira, com o intuito da pressão “sair” mais rápido. Só que este método não é indicado. Espere a pressão “sair” sozinha.

Algumas dicas são válidas para evitar acidentes, como por exemplo:

  • quando a panela começar a fazer o barulho, ou seja, pegar pressão, baixe o fogo. Não há a necessidade de mantê-lo alto, afinal de contas, a temperatura da água não irá aumentar mais.
  • fique sempre atenta a borracha e a válvula . Se a borracha estiver rachando, troque-a e se a válvula que estiver chiando parar de chiar, desligue o fogo imediatamente, pois isso significa que algo está errado.
  • em hipótese alguma use a panela sem líquido, porém também não coloque mais do que 2/3 de liquido.

Se tomarmos os devidos cuidados, a panela de pressão será sempre um grande auxílio na cozinha.

Compartilhe:
Tags: 
Categoria: 
Marcinha Borba
Paulista, cirurgiã-dentista e pós-graduada em Periodontia. Apaixonada por sua família e amigos. Descobriu o prazer em escrever e compartilhar temas relacionados ao mundo feminino.