Expresso Mulher

Tudo sobre o mundo feminino você encontra aqui!

O fast food nosso de cada dia

Foto de marcinha

Muito se fala a respeito de fast food, mas você sabe me dizer o que significa? Fast food é a comida pronta, geralmente um lanche, pizza, salgado que comemos quando fazemos uma refeição.

 

Nós, mulheres, sabemos que não é nada fácil o dia de quem é casada, tem filhos, trabalha fora e ainda tem outras atividades a fazer e claro, que na correria do dia a dia, nada é mais prático do que comer em um fast food.

Sabemos que comidas vendidas em fast food são muito calóricas, portanto não são saudáveis, mas como resistir comer no Mc Donald´s, Habbib´s, Pizza Hut, KFC, Subway, Burger King, Bob´s e por aí vai?

Sei que é uma tentação estes fast foods, porque no corre corre durante o dia e a praticidade de poder comprar alguns deles por meio do telefone ou on line, acaba facilitando ainda mais o seu consumo, sem falar sobre os preços cobrados que não são abusivos.

Normalmente, estas redes são voltadas ao público infantil onde oferecem até uma porção de brindes para a garotada colecionar, sem falar  que o sabor do sal em excesso, das frituras, alimentos ultra processados, bebidas açucaradas, molhos, sorvetes e outras sobremesas, acabam criando um vínculo da criança com estas comidas, fazendo com que a criança comece a evitar os limentos sudáveis, que por sua vez, possuem um sabor mais suave.

Comer no fast food, mesmo sabendo que não é saudável, pode ser ainda pior se olharmos por um outro ângulo.

No Brasil, pesquisas apontam que as pessoas fazem uso dos produtos vendidos nestas redes, mais de uma vez por semana e segundo uma matéria publicada pelo jornal El Pais, os brasileiros  estão em primeiro lugar no ranking de consumo de fast food na América Latina. Já uma pesquisa da EAE Business School, o Brasil encontra-se em quarto lugar, atrás dos Estados Unidos, Japão e China.

Os alimentos das redes são muito calóricos, ricos em gorduras e colesterol, possuindo pouca quantidade de fibras, o que acaba prejudicando o funcionamento intestinal e a grande quantidade de sódio, pode aumentar a pressão arterial.

A maior parte das pessoas que fazem uso do fast food, estão com pressa e muitas vezes, comem até mesmo no carro enquanto dirigem, não conseguindo mastigar direito e isso influencia na digestão.

Um dos maiores problemas hoje, é a obesidade e principalmente, a obesidade infantil. Um estudo realizado nos Estados Unidos mostra que a obesidade é responsável por cerca de 300 mil mortes no país.

Como as redes de fast food cresceram muito durante estes últimos anos, vários estudos e pesquisas estão sendo realizados em relação a isso. Um estudo realizado na Espanha, por exemplo, relata que a carência nutricional destes alimentos aumenta a depressão e que as pessoas que consomem constantemente estes alimentos apresentam 55% de chances a mais de desenvolver esta doença.

Já um trabalho realizado na Nova Zelândia mostra que se uma pessoa ingerir até 3 vezes estes alimentos durante a semana,estarão mais susceptíveis a desenvolver quadros de asma alérgica, eczema e rinite.

Agora, se eu te falar que estes alimentos também podem aumentar a taxa de desnutrição, você acredita? Por incrível que pareça, a desnutrição não significa que a pessoa tenha que ser magérrima, a obesidade por mais incrível que pareça pode estar ligada a desnutrição. Na verdade, desnutrição está ligada a má nutrição, ou seja, a falta de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo e quem é obeso, normalmente, não ingere uma quantidade adequada de vitaminas, minerais e fibras.

Diante de tantos problemas que as comidas oferecidas pelo fast food podem acarretar, algumas redes já estão incluindo comidas mais saudáveis.

Apesar de sabermos dos malefícios do fast food, fica difícil deixar de consumir alguma comida, principalmente para quem tem crianças. Mas também não precisamos deixar de comer eternamente nestas redes, acho que o bom senso é o mais correto no momento de escolher o alimento que iremos ingerir nas nossas refeições.

Podemos fazer refeições em fast foods, porém não podemos deixar virar rotina. Devemos dar preferência á verduras , legumes, frutas, peixes, grelhados e a ingestão de água, muita água e claro, devemos sempre estar em dia com os exercícios também.

Se você curte um fast food, vá em frente, mas sem abusar!

Compartilhe:
Categoria: 
Marcinha Borba
Paulista, cirurgiã-dentista e pós-graduada em Periodontia. Apaixonada por sua família e amigos. Descobriu o prazer em escrever e compartilhar temas relacionados ao mundo feminino.