Expresso Mulher

Tudo sobre o mundo feminino você encontra aqui!

Lêndeas, piolhos e a sua cabeça

Foto de marcinha

Só de  falar em lêndea e piolho a cabeça já começa a coçar.

Quando chega um comunicado dizendo que na escola dos nossos filhos tem alguma criança com piolho ou lêndea, o alerta é geral em casa.

Muita gente pensa que a lêndea e o piolho só ficam nas cabeças mal higienizadas, mas saiba que a falta de higiene, neste caso, não conta em nada.

Se você pensa que a lêndea é a mulher do piolho ou que é a fêmea deste, pode esquecer.

A lêndea é o ovo do piolho. Sim, o ovo! As lêndeas são brancas e de consistência dura. São depositadas rente ao couro cabeludo e ficam grudadas no cabelo dificultando a sua remoção.

Após mais ou menos 7 dias os ovos eclodem. É bom ressaltar que muitas vezes as lêndeas são confundidas com a caspa. Ao ver uma lêndea distante do couro cabeludo, saiba que as chances desta estar morta, são grandes.

Após as lêndeas eclodirem, nascem os piolhos que são parasitas. São conhecidos como pediculose também e vivem em média 30 dias e pode colocar até 10 lêndeas por dia. Saiba que o piolho não voa e nem pula e que a sua transmissão pode ser através do contato pessoal e/ou por meio do contato de objetos.

Apesar dos piolhos se alimentarem do sangue e dos restos de pele do couro cabeludo, estes conseguem sobreviver até dois dias fora do couro cabeludo e isso acaba facilitando a sua transmissão. Quem já teve piolho sabe que dá uma coceira muito forte na cabeça e esta coceira é desencadeada no momento em que o parasita está se alimentando. Enquanto o piolho se alimenta, as substâncias da saliva deste ocasionam a coceira, que normalmente é na nuca e atrás das orelhas, por serem os locais mais quentes.

 Quando a coceira é muito grande pode acarretar feridas no couro cabeludo permitindo a entrada de bactérias, por exemplo, que podem desencadear outras doenças no indivíduo.

Me recordo que quando eu era criança a maioria das crianças que tinham piolho cortavam o cabelo bem curto quando não, raspavam. Usavam shampoos contra piolho e outras receitas caseiras e ainda tinha aquele pente fino que quando minha mãe passava no meu cabelo, eu queria morrer, mas para acabar com as lêndeas, não tinha outra solução a não ser este pente. 

Hoje em dia, ainda é recomendado a utilização deste pente, assim como o afastamento da escola e/ou trabalho, evitando assim, a contaminação.

Fui pesquisar algumas receitinhas caseiras e agora, vou compartilhá-las com você.

  • azeite de oliva

Esquentar o azeite até uma temperatura suportável. Passar em todo o cabelo e colocar uma touca. É recomendado fazer isso durante a noite e dormir com a touca devido ao tempo que o azeite levará para fazer o efeito. De manhã, lavar bem o cabelo e passar o pente fino.

  • maionese

Tem gente que fala que dá certo, então... Lambuze todo o couro cabeludo com a maionese e coloque uma touca. Deixe agir por mais ou menos 8 horas. Lave e passe o pente fino.

  • vinagre

Misturar meio litro de água com meio litro de vinagre. Embeber o algodão no líquido e passar em todo o couro cabeludo. Colocar a touca e deixar  por até uma hora. Lavar e passar o pente fino.

  • sal grosso

Misturar o sal grosso no condicionador e passar no cabelo. Deixar agir por 30 minutos, passar o pente e lavar.

  • arruda

Colocar folhas de arruda em um litro de água fervente e deixar em infusão por 15 minutos. Quando o líquido ficar morno, coar e passar bem no couro cabeludo. Deixar agir por 45 minutos, lavar e passar o pente fino.

  • eucalipto e limão

Ferver 6 folhas de eucalipto em 1 litro de água por 15 minutos e depois adicionar o suco de um limão. Passar no couro cabeludo e deixar agir por 30 minutos. Lavar e passar o pente fino.

Em todos os casos, seque muito bem os cabelos.

Se mesmo com todas estas receitas, você não conseguir eliminar as lêndeas e os piolhos, procure um médico.

  • 
Compartilhe:
Categoria: 
Marcinha Borba
Paulista, cirurgiã-dentista e pós-graduada em Periodontia. Apaixonada por sua família e amigos. Descobriu o prazer em escrever e compartilhar temas relacionados ao mundo feminino.