Expresso Mulher

Tudo sobre o mundo feminino você encontra aqui!

A história do batom

Foto de marcinha

O batom é um dos cosméticos mais utilizado por mulheres, desde as crianças até as mais idosas. É considerado o queridinho e indispensável pelas mulheres.

No Antigo Egito 5000 a.C, Nefertiti, rainha egípcia e que viveu cerca de mil anos de Cleópatra, usava matérias primas extraídas da natureza, como por exemplo, sumos de plantas para realçar os seus lábios.

Alguns anos depois, criaram o óxido de ferro que dava uma coloração avermelhada. Só que somente as mulheres com poder é podiam utilizar.

Na Grécia antiga, existia uma lei onde somente as mulheres casadas podiam colorir os lábios. Na Espanha o batom não era bem visto, já que, só as mulheres de baixo escalão que usavam pinturas. Na Inglaterra em 1770, as mulheres eram proibidas pelo Parlamento, de colorir os lábios, pois poderiam seduzir os homens. Resumindo, antigamente o batom era visto como vulgar e só era usado por mulheres da vida ou atrizes.
No século XIII um monge de Piza descobriu o carmim de Cochinella, um pigmento vermelho insolúvel na água.

Com este artifício em mãos, o  perfumista Rhocopis desenvolveu uma massa que continha talco, óleo de amêndoas, essência de bergamota e limão e que levava a tonalidade vermelha. Colocou o produto em uma embalagem cilíndrica de papel de seda, onde ficou parecido com um bastão, criando o "bàton serviteur", mais tarde chamado batom.

Em 1921, em Paris, foi lançado o primeiro batom em tubo.

Hoje em dia, o batom além de ser usado para colorir os lábios, ainda tem aqueles que o protegem contra o frio, calor e vento.

Graças as indústrias de cosméticos o batom hoje, é composto por diversos compostos químicos, como:

  • ceras:  é uma combinação das três ceras a seguir, cera de abelha, cera de carnaúba, cera de candelila
  • pigmentos e corantes: acredita-se que 5% da massa do batom seja constituída por pigmentos e corantes
  • óleo: óleo de lanolina, óleo vegetal, óleo de rícino e óleo mineral são alguns dos utilizados
  • álcool: são usados como solventes
  • fragrância: em pequenas quantidades
  • conservante e antioxidante: para não deixá-lo rançoso

Se você for a qualquer loja de cosméticos encontrará diversos tipos de batons, desde as suas tonalidades até as suas texturas. Existem batons para todos os bolsos e ocasiões, mas cuidado! Escolha sempre aqueles que combinem com a sua tonalidade de pele.

No Antigo Egito 5000 a.C, Nefertiti, rainha egípcia e que viveu cerca de mil anos de Cleópatra, usava matérias primas extraídas da natureza, como por exemplo, sumos de plantas para realçar os seus lábios.

Alguns anos depois, criaram o óxido de ferro que dava uma coloração avermelhada. Só que somente as mulheres com poder é podiam utilizar.

Na Grécia antiga, existia uma lei onde somente as mulheres casadas podiam colorir os lábios. Na Espanha o batom não era bem visto, já que, só as mulheres de baixo escalão que usavam pinturas. Na Inglaterra em 1770, as mulheres eram proibidas pelo Parlamento, de colorir os lábios, pois poderiam seduzir os homens. Resumindo, antigamente o batom era visto como vulgar e só era usado por mulheres da vida ou atrizes.
No século XIII um monge de Piza descobriu o carmim de Cochinella, um pigmento vermelho insolúvel na água.

Com este artifício em mãos, o  perfumista Rhocopis desenvolveu uma massa que continha talco, óleo de amêndoas, essência de bergamota e limão e que levava a tonalidade vermelha. Colocou o produto em uma embalagem cilíndrica de papel de seda, onde ficou parecido com um bastão, criando o "bàton serviteur", mais tarde chamado batom.

Em 1921, em Paris, foi lançado o primeiro batom em tubo.

Hoje em dia, o batom além de ser usado para colorir os lábios, ainda tem aqueles que o protegem contra o frio, calor e vento.

em dia, o batom além de ser usado para colorir os lábios, ainda tem aqueles que o protegem contra o frio, calor e vento.

Compartilhe:
Categoria: 
Marcinha Borba
Paulista, cirurgiã-dentista e pós-graduada em Periodontia. Apaixonada por sua família e amigos. Descobriu o prazer em escrever e compartilhar temas relacionados ao mundo feminino.